Advocacia em saúde e as organizações não governamentais do Distrito Federal

Clênio M. Brito

Resumo


Resumo: Objetivo: Caracterizar o perfil e a atuação das organizações não governamentais (ONGs) que atuam na defesa do direito à saúdeno Distrito Federal (Brasil). Metodologia: Pesquisa exploratória comrealização de entrevista e aplicação de formulário aos dirigentes. Resultados: Foram identificadas 33 ONGs com atuação em saúde no DF; 64% foram fundadas entre 1991 e 2005; 82% estão localizadas em apenas duas cidades; apenas 18% têm sede própria; 73% têm menos de 500 associados; têm suas equipes compostas predominantemente de voluntários; cerca da metade não possuem empregados contratados; são financiadas predominantemente com contribuições de associados e doações de pessoas físicas; destinam o total ou parcela significativa de seus ingressos à atuação em saúde; atuam, quase que exclusivamente, na reivindicação de atendimentos na rede pública e na participação em conselhos e conferências de saúde. Conclusão: As ONGs que atuam no campo da saúde no DF atuam muito pouco em advocacy e têm a sustentabilidade de suas atividades ameaçada por problemas de infraestrutura e financiamento.

Palavras chaves: Direito à saúde; advocacia, saúde; ONGs.

Abstract: Objective: To characterize the profile and performance of non governamental organizations (NGOs) working in advocacy of the right to health in the Federal District (Brazil). Methodology: Exploratory research with interviews and forms applied to directors (managers). Results: Were identified 33 NGOs with activities in health issues. 64% were founded between 1991 and 2005; 82% are located in only two cities; only 18% has its own headoffice; 73% have less than 500 members; its teams are composed predominantly of volunteers; nearly half do not have hired employees; are predominantly financed with contributions from members and donations from individuals; full or significant portion of its income is spend in acting on health issues; operate almost exclusively claimingfor attendances in the public health system and in participation in health councils. Conclusion: NGOs that act in health field in DF do very little advocacy work and have their sustainability compromised by infrastructure and funding problems.

Key-words: Right to health; advocacy, health; NGOs.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



CADERNOS IBERO-AMERICANOS DE DIREITO SANITÁRIO é uma publicação da REDE IBERO-AMERICANA DE DIREITO SANITÁRIO

ISSN 2358-1824

Em colaboração com: